04/05/2017

O mundo parou no último dia 21 de abril com o lançamento da Netflix: O streaming lançou a série Girlboss. Todo mundo que ama o mundo da moda e empreendedorismo correu pra ver a série, e tiveram muitas opiniões sobre, algumas boas, algumas ruins e por aí vai!

girlboss-serie-netflix

Eu li o livro que originou a série, então, tenho um nível de comparação bacana para contar para vocês. Mas, será que a série é melhor que o livro? Vamos conversar sobre isso agora, então, senta aí, pega a pipoca e bora compartilhar experiências.

Se você não leu o livro, tem resenha no BLOG sobre ele. Como disse por lá, o livro é bem focado em lições de empreendedorismo, dicas, testemunhos e claro, as histórias da Sophia na criação do seu império. Confesso que lendo o livro, tinha uma visão diferente da Sophia, e talvez isso tenha me decepcionado um pouco.

No livro, mostra a protagonista bem confusa com sua vida, mas na série, o lance é bem mais louco.

Fica muito mais claro sobre os perrengues que ela teve, a falta de apoio da família e outros problemas da vida. Uma parte que gostei muito, foi quando ela fala sobre a apendicite que ela tem, que foi muito gente como a gente, afinal, sabemos que o sistema de saúde pública sempre nos deixa a desejar.

Girlboss

Gostei muito da relação da Sophia com as pessoas, com a fiel escudeira dela e também claro, com o namorado. Mostrou que mesmo sendo uma aspirante a rainha da moda, ela também já tomou um porre, já não teve onde morar, já se decepcionou com o namorado e claro, já brigou com a melhor amiga (e fez as pazes, claro)!

Sobre o mundo dos negócios, sou suspeita para falar disso, mas gostei muito de eles abordarem na série sobre a importância do Marketing Digital. Mesmo sendo uma série bem focada para o entretenimento, foi muito bem desenvolvido a parte que eles falam sobre a reputação online, sobre a importância de ter um bom site.

Uma parte engraçadíssima, é a cena do fórum do Ebay! Sério, achei demais!

Confesso que o final de série, me deixou meio triste. Esperava um final mais grandioso, mostrando a empresa em grande ascensão, até mesmo mostrando a realidade da Nasty Gal hoje. Achei bem devagar, confesso, mas tudo bem, sobrevivi. O livro faz questão de mostrar esse sucesso, e senti falta na série.

Agora respondendo a pergunta do título? A série e o livro são complementares. Como falei, o livro fala mais sobre o sucesso e a série é mais focada no entretenimento, nas confusões e no dia-a-dia da Sophia.

Gostei muito dos dois e vale a pena conhecer cada um deles. 

Girlboss

E aí, o que você achou da série? Conta pra gente nos comentários e fale se concorda com o que foi citado aqui no BLOG! Em breve, teremos mais resenhas de séries aqui para vocês! Um super beijo e até a próxima! 🙂

por Carolina Rabêlo
Compartilhe com os amigos
36 comentários

Leia tambem

  • Dica de filme: Amor.com
  • Playlist: Músicas para o Final de Semana
  • Dica de filme: No Filter (Sin Filtro)
  • Comente pelo facebook:
    Comente pelo Blog:

    1. clarissa, 4 de maio de 2017

      eu ameeeei essa serie

    2. Mari, 4 de maio de 2017

      Ainda não li nem assisti a série porém tenho vontade de fazer. A série foi muito criticada na internet. Principalmente a protagonista. Porém, quero construir minha própria opinião.
      Beijos
      Mari
      http://www.pequenosretalhos.com

    3. Kimberly Camfield, 4 de maio de 2017

      Eu assisti até o oitavo episódio da série e pretendo terminar esse final de semana. Não li o livro, então minha opinião é puramente sobre a série. Confesso que no primeiro episódio me irritei muito com a Sophia, principalmente com a atitude dela quando trabalhava no loja antes de ser demitida, e não acho que ela represente todos os profissionais no mundo da moda ou a maioria deles. E ela me passou aquela impressão de que se está descontente ou infeliz consigo mesmo ou com a sua vida, precisa descontar nos outros pra se sentir melhor. Ok, cai muito bem para a série e chega até a ser engraçado. Na vida real já não é tão legal assim. Mas com o decorrer dos episódios acabei me solidarizando por ela, porque como você disse, percebi que ela é “gente como a gente”: foi demitida, não tinha dinheiro para pagar contas, queria mais da vida do que simplesmente sentar atrás de uma cadeira e fazer o que os outros mandam. Deu para perceber que ela era inconformada e queria fazer diferente, queria fazer mais, queria a independência, e isso é algo que – acredito eu- todos temos em comum. Então agora confesso que tô em cima do muro – não sei amo ou detesto a personagem hahahah
      Beijoos, adorei o post

      • Karol Rabêlo, 8 de maio de 2017

        VERDADE! Ela é muito impulsiva e isso irritou mesmo!
        A personagem podemos odiar, mas que ela fez história, ah isso ela vez! ♥

    4. Flávia Oliveira, 4 de maio de 2017

      Eu ainda não assisti a série porque estou terminando outra, vi muitas pessoas criticando a Sophie como se muitos não fossem fazer igual. Mas irônias a parte, hahaha. Estou curiosíssima e inclusive: Netflix, lance mais série sobre moda e quem sabe sobre blogueiras? Hhahha;

      Ótimo post!

    5. Bruna Morgan, 4 de maio de 2017

      Eu não estou muito entusiasmada para assistir a série, porém li o livro e gostei muito das dicas dela. É um livro que eu gostaria de ter na cabeceira.

    6. Sthefani, 5 de maio de 2017

      To muito curiosa pra ler o livro, ja iniciei a série, mas ainda não finalizei ainda!
      Adorei a historia e acho que tem muita gente criticando “atoa”.
      As fotos do post ficaram lindas, parabens.

    7. Kelly Mathies, 5 de maio de 2017

      Confesso que ainda não consegui focar em nenhuma das duas versões iuaiuhe, mas a série está bem famosa por aí, mas ainda assim não consegui me sentir segura ou próxima a história. Acho que o livro tem mais a ver comigo, sem contar o número de detalhes ♥ De qualquer forma, preciso parar e ver o seriado. Já li tantos spoilers por aí que acho que sei tudo que vai acontecer antes mesmo de começar, mas ainda estou curiosa rs.

    8. Ana Carolina Domingues, 5 de maio de 2017

      Não li o livro, só assisti a série. E apesar de me divertir muito assistindo, confesso que os primeiros capítulos não me agradaram muito. Acho que eu iria preferir o livro, porque a série é uma versão muito livre dos fatos reais

    9. Rubyane, 5 de maio de 2017

      Comecei a assistir essa série mas ainda não terminei ela, estou gostando bastante. Apesar da Sophia ser bem chatinha a série até que é bem inspiradora haha
      Legal o post, ainda não li o livro (nem sei se pretendo ler) mas é legal fazer essas comparações.

      • Karol Rabêlo, 8 de maio de 2017

        Sim, ela é bem mimada, mas dá a volta por cima e vai amadurecendo aos poucos!
        Bju ♥

    10. Ane Carol, 5 de maio de 2017

      Não li o livro, mas a série não correspondeu as minhas expectativas. Sério a Sophia não é uma pessoa cativante e a personalidade ela me irritou em vários momentos, mas os demais personagens são bem legais. Acho que a série começou a ficar boa pra mim depois do episódio 10, mas assim como você eu esperava ver mais sobre a empresa.

    11. Erika Monteiro, 5 de maio de 2017

      Oi Karol, tudo bem? Tenho visto muitos comentários sobre o livro e agora sobre a série desde que saiu no Netflix. Não assisti ainda mas a divulgação está enorme, impossível não ficar curiosa para conferir a história. Conhecer de perto a história de mulheres fortes que venceram e alcançaram o sucesso realmente nos motiva e nos faz ver a vida de outra forma. Seu post ficou incrível, já anotei para assistir e também ler o livro. Beijos, Érika =^.^=

    12. Tatiana Castro, 5 de maio de 2017

      Oi, Karol!
      Estou louca para conferir essa série, mas estava em dúvida se lia o livro, mas pelo que você demonstrou ambas valem a pena 🙂 Pelo visto a Netflix , mais uma vez, mandou bem na escolha de material e execução.

      Beijos!
      Gatita&Cia.

      • Karol Rabêlo, 8 de maio de 2017

        Isso, uma complementa a outra!
        O livro é mais sério, a série mais descolada! Vai de gosto 🙂
        Bjo ♥

    13. Gislaine, 5 de maio de 2017

      Eu ainda não vi a série e, sinceramente, não sei se vou gostar porque não me interesso muito pelo mundo da moda e empreendedorismo. Contudo, a personagem me conquistou nos vídeos que eu vi sobre o seriado, ela parece bem ácida!
      Literalize-se!

    14. Emily Ferreira, 5 de maio de 2017

      Quando vi que essa série saiu eu quis ver. Nem sabia que era um livro, a historia parece ser bem legal (adorei o trailer). Seu post só fez eu ficar com mais vontade de ver.
      Beijos

    15. Hemylly Ludymyla Silva, 6 de maio de 2017

      Amei a comparação do livro e a série, já que não vemos muitos blogs falando disso! Por mais badalada que esteja a série eu nem sabia do que se tratava, gostei muito do conteúdo e devo ver a série em breve.

    16. Eu amei a série e me deixou com gostinho de quero mais (e logo por sinal)!

      Não li o livro ainda, mas confesso que gostei de Sophia desde o primeiro momento. E, acredito que o sucesso não foi mostrado (como comentou que foi dito no livro) nessa primeira temporada pra mostrar uma área emocional dela, pois tudo que ela desejava no negócio estava se realizando, mas emocionalmente é outro ponto… e isso é muito real na vida de um empreendedor. Então acredito que a série está trabalhando o emocional dos espectadores e isso faz com que aquelas pessoas que não se simpatizaram muito com ela de início, comecem a gostar dela. E outra, uma das maiores produtoras executivas da série é a nossa diva Chalize Theron, logo, o sucesso da série é certo porque ela arrasa!

      Beijos da sua amiga que empreende! rs

      • Karol Rabêlo, 8 de maio de 2017

        Verdade menina, maravilhosa a produtora!
        Tomara que eles continuem a série, para falar da sustentação da empresa né? Seria mara!
        Beijos gatinha ♥

    17. Ops corrigindo= *Charlize Theron, deslizei o dedo aqui! hahaha Bjuss

    18. Vitória Bruscato, 9 de maio de 2017

      Eu não li o livro e nem cheguei a ver a série de tanto comentário ruim que tem por aí. Li que a Sophia, por mais que teve que correr atrás do que queria, tinha meio que uma base, pode desistir da faculdade, se nada desse certo estava tudo bem e li que ela diminuia os outros, sabe? Como não senti muita representatividade e achei meio pombo acabei não assistindo, hehehe. Você concorda com isso? Me conta um pouquinho, vai que eu animo de assistir, haahah!

      • Karol Rabêlo, 10 de maio de 2017

        Então, não senti que ela diminuía os outros, ela acabava diminuindo a si mesma!
        Como ela não estava satisfeita com a vida, ela simplesmente ligou o botão de dane-se a tudo, emprego, família e etc!

        O que é legal de acompanhar é a evolução de uma mimada a uma mulher que encontra uma grande oportunidade de fazer aquilo que gosta!
        Beijo e assiste, vai?