18/05/2016

Desde o ano passado, eu vi em muitos lugares sobre os prós e contras de estar com um BLOG num servidor gratuito e confesso que demorei bastante para me convencer desta possibilidade. Por medo, por preguiça, por um monte de outras coisas que eu não sei mensurar. Mas nas últimas semanas eu decidi: Vou fazer a Migração do meu BLOG para um servidor próprio e no post de hoje, venho contar para vocês como foi essa mudança!!

Experiência da MigraçãoPara começar, vamos falar do histórico do meu blog. Quando eu criei ele, há seis anos atrás, eu fui direto na plataforma BLOGGER, pois eu já tinha uma facilidade com a ferramenta. E de fato, para quem está começando, lá é uma lugar excelente para dar os primeiros passos e, confesso, que fui muito feliz por lá. Em alguns blogs no qual eu fiz alguns conteúdos, eles eram hospedados na plataforma WordPress e eu comecei a gostar bastante de tudo que ela oferece para nós blogueiros e foi a partir disto, que tomei a minha decisão de migrar para ela. E vou falar para vocês, se eu soubesse que a migração era tão mais simples do que eu pensava, eu teria feito antes.

  • Hospedagem do BLOG

Para hospedar o meu BLOG, eu uso os serviços da Uolhost. Tem um monte de gente que reclama desta empresa, mas eu trabalho com eles a algum tempo e nunca tive problemas. Não sei se é sorte ou se as pessoas falam demais, sei que até o momento meu blog está bem cuidado (e tomara que continue assim).

  • Migração do BLOG

A migração do blog foi bem tranquila e eu usei o Plugin Blogger Imported Extended, que conheci no Julie de Batom, uma blogueira que me ajudou muito nesta migração (mesmo ela não sabendo). O Plugin faz todo o trabalho para vocês, ele exporta os posts, links, páginas, imagem e tudo a nível de conteúdo que esteja em seu blog. Você só precisa deixar o blog exportando numa conexão de internet que não caia, pois isso pode atrapalhar o processo.

  • Aparência do BLOG

O layout é a parte mais complicada na migração, pois não tem como pegar o código do Blogger e jogar no Editor do WordPress. Isso se dá por que cada plataforma utiliza de uma linguagem de programação, e vou falar para vocês que penei com o tal PHP. Encontrei o meu layout numa das buscas da vida, e confesso que derrubei o sites muitas vezes enquanto estava personalizando o blog e ficava desesperada. Mas sempre tive a paciência de recomeçar e hoje ele está bem legal. Uma dica para encontrar layouts gratuitos lindos é você pesquisar no Pinterest. As designers gringas adoram compartilhar suas benfeitorias do site e eu achei muitos modelos lindos por lá.

  • Depoimentos sobre Migração

A migração é a realidade de muitas blogueiras, e para contar um pouco sobre isso, eu trouxe a opinião de duas amigas blogueiras que fizeram a migração de uma hospedagem gratuita para uma paga. Elas contaram tudo aquilo que mudou no momento que elas saíram de uma hospedagem gratuita e foram para uma paga:

Foi muito benéfico, por conta do nosso e-mail próprio, o que dá mais profissionalismo, por ter mais espaço e sem falar o suporte que sempre foi útil e de pronta ajuda quando precisamos – Aline Caldas do Blog Opção do Dia.

O que melhorou no meu blog após a migração foi a facilidade de fazer certas coisas que antes no Blogspot eu não conseguia. Por exemplo: se eu queria uma paginação no fim da página, eu precisava mergulhar em vários códigos, gastar horas só para fazê-los funcionarem no Blogspot. No WordPress é só baixar um plugin. São fatores mais “bastidores” do blog, mas que ajudam muito. Além disso, visualmente falando, as imagens estão com mais qualidade (a outra plataforma estavam deixando-as ruins), o site está mais fácil de navegar, os links estão sem aquele monte de números, por exemplo. Ficou visualmente mais limpo. Já o que “atrapalhou” um pouco foi o blog ter caído no Google. O Blogspot, por ser da empresa, geralmente já é bem posicionado nas pesquisas. Quando mudei para o WordPress, os acessos pelo Google caíram muito. Era como se eu tivesse começado do zero. Fiz a migração em agosto de 2015 e até hoje (maio de 2016) estou arrumando algumas coisinhas no blog para melhorar o rankeamento. Já entendia um pouco de SEO, mas tive que estudar ainda mais sobre isso para “compensar” o que o Blogspot já fazia por mim. Realmente foi como voltar ao zero, infelizmente. Migrar me trouxe mais coisas boas que ruins, por isso gostei tanto! – Juliana do Blog Julie de Batom.

O que as meninas falaram eu acredito e assino embaixo. Agora o lema do Blog é: vivendo cada dia com uma intensidade, cada dia de cada vez. Estou aprendendo muito sobre esse mundo e na boa, estou amando a nova experiência. Estou vivendo essa nova fase do blog e mais pra frente trago um post mais detalhado para vocês sobre como está sendo essa fase wordpress. Você migrou o seu blog também? Conta aqui para gente, pois vai ser muito legal saber o que vocês passaram nesta fase!! Um super beijo e até o próximo post ♥


Faça parte do CORREIO DO BLOG e receba várias novidades em primeira mão • clique aqui  
por Carolina Rabêlo
Compartilhe com os amigos
1 comentários

Leia tambem

  • Truques e Dicas sobre a Blogosfera!
  • Formatos para Redes Sociais – Facebook!
  • Blogger, WordPress e outros Freebies pra você!
  • Comente pelo facebook:
    Comente pelo Blog:

    1. […] POST: Migração de Blogger para WordPress […]