16 de março de 2016
Há algum tempo, eu assistir o filme Se eu ficar e fiquei muito curiosa para saber o que acontece em sua continuação. Como não quero esperar o próximo filme sair (se ele sair) então resolvi comprar o dois livros para tirar aquela dúvida. Com a correria do dia-a-dia, deixei eles na prateleira e neste período sem internet, peguei para ler. E no post de hoje, farei uma resenha do primeiro livro da série da Gayle Forman, onde falarei as diferenças dele com o filme.
Para quem esteve em marte nos últimos tempos, o livro Se eu Ficar conta a história de Mia, uma talentosa musicista, amante dos clássicos e apaixonada por seu violoncelo. Na história, ela e a família sofrem um acidente de carro e Mia revê toda sua vida, suas escolhas, para escolher se realmente quer ficar na terra ou partir para o céu. Claro gente, é notável que o filme é extremamente resumido e ele não coloca nem 50% dos detalhes do livro. Mas assim como todos, é algo que se espera.
O livro é narrado por Mia, assim como no filme. Ele possui muitas histórias sobre a infância e adolescência da personagem e posso dizer, que a autora descreveu o livro rico em detalhes. Por exemplo, da forma como o acidente é narrado no livro, seria muito pesado para mostrar da mesma forma no filme. Eu amei a forma de escrever da Gayle. É aquele tipo de autor que coloca sentimento em cada palavra, e o leitor consegue sentir toda essa emoção depositada. Confesso, que certos momentos do livro, você sente um cisco cair no olho com a história, coisa que não é todo livro que me faz sentir assim.
A minha ordem de fatores, eu vi o filme e só depois li o livro. Confesso, que isso ajudou muito na minha leitura. Eu pude visualizar as cenas do filme e me atrevi a criar na minha mente melhorias nas cenas, é isso eu achei bem legal. Para mim, o livro é muito mais intenso e dramático do que o filme. O filme fala de uma tragédia de uma forma “fofa” e dócil, e no livro, tudo é mais tenso, mais triste. A escolha de Mia não foi tomada tão simples, e o que aconteceu com a família dela foi muito mais sério, mas acredito que tudo isso ficaria muito pesado se transformado em livro. Acredito que a intenção do filme, é mostrar acima de tudo, a doçura e a força do primeiro amor.
O que eu tenho pra dizer é que se você já viu o filme, vai sentir uma enorme diferente em ler o livro, por que ele consegue ser muito superior. Sei que esse é um efeito colateral das adaptações, mas é uma opinião que preciso transparecer para vocês. Já leram o livro ou viram o filme? Qual sua opinião? Comenta aqui para que possamos compartilhar juntos, combinado? Um super beijo e até o próximo post ♥
por Carolina Rabêlo
Compartilhe com os amigos
0 comentários

Leia tambem

  • O que podemos aprender com os livros?
  • Top Secrets da Thalita Ferraz
  • Top 5: Melhores livros do momento.
  • Comente pelo facebook:
    Comente pelo Blog: