30 de março de 2016

Tem gente aí que ainda não decidiu o que quer ser quando crescer? Eu passei por essa etapa da vida e sei como é complicado escolher o melhor caminho a segui. Para ajudar a galera que curte o BLOG, criei esse quadro para mostrar como são exercidas as profissões, de acordo com uma galera que atua na área. No post anterior, falamos sobre o mercado de trabalho na área da Publicidade e Propaganda e hoje, vamos falar de uma profissão que está crescendo muito no mercado: Personal Organizer.

personal-organizer
Eu não sei vocês, mas eu sou uma pessoa extremamente organizada com minhas coisas e para manter toda essa organização nos “trinques” dá muito trabalho e precisa de muita dedicação. Com a vida corrida das pessoas, o Personal Organizer foi conquistando ainda mais o coração da galera. A profissão é nova no nosso país, porém lá fora, é uma das profissões mais populares. Explicado o segredo da casa das gringas serem sempre impecáveis. O Personal Organizer tem habilidades específicas para assessorar pessoas que não tem tempo para organizar sua vida doméstica, espaços diversos e em alguns casos, até a vida pessoal de alguém. A principal preocupação de um Personal é aumentar o conforto, harmonia, praticidade, agilidade, economia, produtividade e bem-estar, deixando o ambiente mais agradável e eliminando da vida do cliente, o stress da desorganização. Para falar um pouco mais sobre essa profissão?

personal-organizer

Entrevista a Personal Organizer Mari Mesquita do Blog Juízo na Cachola 

Quando você viu que esta profissão, era aquilo que você queria pelo resto da vida?
MARI: Sou uma pessoa organizada, por natureza. E quando descobri que organizar poderia ser uma profissão, pensei em juntar o útil ao agradável.

Que curso você fez? Onde? Fez alguma especialização? Conte pra gente!!
MARI: Fiz um curso para Personal Organizer, que aborda a organização residencial e corporativa. Podemos falar que os conteúdos se dividem assim:

• RESIDENCIAL: Envolve armários, dobras, rotinas de compras para casa e treinamento de funcionários da casa.
• CORPORATIVA: Arquivos, documentos, rotinas de trabalho e palestras motivacionais.

Como é o mercado de trabalho?
MARI: Enorme, porém pouco divulgado. Atendo desde homens que moram sozinhos e precisam de uma ajudinha com a organização, pessoas com vidas corrida, famílias que estão de mudança, colecionadores e etc.

Conte para nós, como você exerce a sua profissão hoje?
MARI: O horário é bastante flexível. Faço uma visita inicial, para entender o principio da bagunça do cliente (risos). Depois, faço um orçamento, mediante o tempo que provavelmente irei gastar para deixar tudo no lugar. Resumindo, esse tempo varia de duas horas até dias de trabalho.

Qual a tendência mais forte da sua profissão atualmente?
MARI: Com certeza a organização residencial. Antigamente achava-se que esse tipo de serviço não era acessível e hoje em dia, as pessoas perceberam que o investimento vale a pena.

O que um profissional precisa para se destacar no mercado?
MARI: Três características são importantes: ser organizado na sua vida pessoal, observador e criativo.

Qual a maior dificuldade que sua profissão tem?
MARI: A falta de informação sobre o assunto, as pessoas tendem a achar que “arrumar” a casa é o mesmo que “organizar” uma casa. É preciso deixar claro que o Personal Organizar organiza e não arruma.

O que te inspira na sua profissão?
MARI: Com certeza o bem estar que a organização proporciona para o cliente.

Quais livros, filmes, séries você indica para quem pensa em começar a estudar sobre sua área?
MARI: Essas são algumas sugestões:

• Filme – Juntos e Misturados: A atriz Drew Barrymore é uma Personal Organizer, que sai e férias. O filme dá uma leve pincelada sobre a profissão.
• Livro – Vida organizada, Thais Godinho, Editora Gente.
• Livro – Casa em ordem, Natália Zanardi, Editora Alaude.
• Livro Chega de bagunça! Organize-se!, Cristina Maria Fonseca e Maria Bernadete Mininel, Ed. Marco Zero.

Tem alguma dica que você gostaria de dar para a galera pensa em ter a sua profissão?
MARI:Sim, tenho. Leia muito, mas, não se engesse na teoria. A arte de organizar é facilitar a vida da pessoa. O que serve pra mim, talvez não sirva pra você. Por isso seja criativo e invente outras maneiras de fazer a mesma coisa.

personal-organizer

Gostaram deste segundo post da nossa série, gente? Se vocês tiverem mais alguma dúvida sobre a profissão, pode colocar aqui nos comentários que eu peço para a Mari responder vocês. Qual profissão que vocês querem ver por aqui? Comenta aí o que você tem curiosidade, que vai ser legal essa interação com vocês. Um super beijo e até o próximo post ♥


Faça parte do CORREIO DO BLOG e receba várias novidades em primeira mão clique aqui  •
por Carolina Rabêlo
Compartilhe com os amigos
0 comentários

Leia tambem

  • Por que fazer uma Segunda Graduação?
  • Comente pelo facebook:
    Comente pelo Blog: